Bem vindo a Camda

Matriz - Adamantina/SP

Rua Chujiro Matsuda, nº 25 - Vila Endo

Telefone:

(18) 3502-3000

HOME
A EMPRESA
ESTRUTURA
LOJAS
POSTOS DE EMBALAGEM
MINERCAMDA
CATÁLOGO
PROJETOS
INFORMATIVO
RELATÓRIO ANUAL
NOTA FISCAL
CLASSIFICADOS
COTAÇÕES E MERCADO
DOWNLOADS
NOTÍCIAS
SEJA COOPERADO
ÁREA DO COOPERADO
TRABALHE CONOSCO
FALE CONOSCO
CONTATOS
Notícias


Atualizado em 01-02-2017

MS é o primeiro em áreas de produção integradas no Brasil

Mato Grosso do Sul é o primeiro Estado no Brasil em área com algum sistema de integração produtiva. Com 2 milhões de hectares de área, MS aparece primeiro, seguido de Mato Grosso com 1,5 milhão de hectares e o Rio Grande do Sul com 1,4 milhão de hectares integrados. 
A pesquisa, realizada para apurar a realidade da ILPF no Brasil, mostra que, atualmente, a área com algum tipo de adoção de sistema ILPF em todo o País abrange 11,5 milhões de hectares. Além dos estados citados também se destacam Minas Gerais, com um milhão de hectares e Santa Catarina, com 680 mil hectares.
No âmbito dos produtores rurais com atuação predominante na pecuária e que adotam a estratégia, 83% utilizam o sistema de integração lavoura-pecuária (ILP);  outros 9% adotam  lavoura, pecuária e floresta (ILPF);  e 7%  integração pecuária-floresta (IPF). E entre os produtores de grãos, 99% adotam o sistema integração lavoura-pecuária - ILP (0,4% ILPF e 0,2% ILF).
Comentando sobre o fato de Mato Grosso do Sul estar em primeiro lugar em área com sistemas de integração, o secretário de Estado da Produção e da Agricultura Familiar, Fernando Lamas, lembrou que MS tem 16 milhões de hectares de pastagens e as propriedades pecuárias precisam melhorar suas rendas. “A produção precisa ser sustentável, nem pode ser diferente. E para ser sustentável a produção precisa ser integrada e intensiva. Por isso, os produtores hoje não tem outra saída a não ser integrar as atividades, de forma que o trabalho possa ser intensivo e, dessa forma, sustentável e rentável”, explicou o secretário Fernando Lamas.
Ele acredita que os produtores rurais sul-mato-grossenses têm se preparado de forma bem satisfatória para esses novos tempos de tecnologias que visam à sustentabilidade total do negócio agrícola. “Dessa forma, tendo espaço, como falei temos 16 milhões de hectares de pastagens, e tendo conhecimento das tecnologias, o produtor de MS está gradualmente entrando de forma definitiva nos sistemas integrados e intensivos. Por isso estamos na frente com 2 milhões de hectares integrados, e podemos muito mais no futuro”, comentou Lamas.
 


Últimas notícias


HOME  |   A EMPRESA   |   LOJAS   |   POSTO DE EMBALAGEM   |   MINERCAMDA   |   CATÁLOGO   |   EVENTOS   |   PROJETOS   |   INFORMATIVO   |  RELATÓRIO ANUAL
NOTA FISCAL   |   CLASSIFICADOS   |   COTAÇÕES E MERCADO   |   DOWNLOADS   |   NOTÍCIAS   |   SEJA COOPERADO   |   TRABALHE CONOSCO  |   FALE CONOSCO

Copyright © 2012 Cooperativa Camda  |   Desenvolvido por Evolução Web